Atacadista de Autopeças e Acessórios, Fabricantes de ...

O Dedo do Metalúrgico: de Fernandes ou do Lula?

O Dedo do Metalúrgico: de Fernandes ou do Lula?


http://www.administradores.com.binforme-se/artigos/o-metalurgico-que-perdeu-a-ponta-do-dedo/58066/, de 06 de setembro de 2011, às 17h14min

Por Kelly Cavalcanti Gallinari

O DEDO DE FERNANDES – Numa prensa ...

“Fernandes trabalhava na metalúrgica Point S.A, na produção. Seu trabalho era manejar uma máquina de prensa, uma das etapas da fabricação de parafusos específicos que, posteriormente, fariam parte da montagem da lateral de um veículo.

As máquinas deste setor foram trocadas por outras mais modernas. Fernandes e seus colegas reclamaram. Muito. Pra que mexer no que está bom, não é?
Depois de uma semana trabalhando já no novo maquinário, Fernandes, que ainda tinha dificuldades em trabalhar na nova máquina, colocou a peça do lado errado e, ao ligar o equipamento, esta escapou decepando o tampão de um dos dedos da sua mão direita.

Foi um momento desastroso.

Fernandes ficou uma semana de licença-médica.”


Ponto de Vista da Engenharia:

Numa prensa, para fazer cortes ou estampagens de peças, o seu movimento operacional flui em sentido vertical.

A prensa para cortes (que seria mais uma guilhotina) ou estampagens (num modelo em formato “negativo” da peça que irá dar origem a uma porta de veículo, capot ou tampa de porta malas, por exemplos) possui colunas reforçadas para suportar a carga deformadora sobre o aço que irá ser modelado nas peças citadas.

E sua configuração dispõe de uma “pequena janela” de operação e observação, para o operador / estampador, havendo pontos cegos. Hoje as prensas são controladas num ciclo computadorizado e com sensores que inibem sua operação, para evitar acidentes.

As prensas antigas eram “supervisionadas” pela habilidade dos operadores / estampadores, eram sujeitas a acidentes por falta de treinamento, desatenção ou irresponsabilidades temerárias.

Num acidente sobre as mãos do operador / estampador, a linha de “corte ou esmagamento” é sempre quase reta, principalmente, ao se cortar ou estampar peças retilíneas. Assim, se o dedo decepado for o “dedo mindinho” como o do Lula, há uma impossibilidade material, da configuração da linha de corte ou de estampa, somente cortar / esmagar o dedo mindinho. Pois, como o dedo do Lula sofreu “corte” em sua base, seria impossível os outros dedos adjacentes não terem tido algum tipo de corte / esmagamento.

E uma simples regra de operação, por segurança ao operador / estampador, é que se deve sempre usar a sua mão de ação predileta: se ele for destro deve usar a mão direita nas operações de encaixes e de desencaixes de peças. Se ele for canhoto deve usar a sua mão esquerda ...


O DEDO DO LULA – Numa prensa ou num torno mecânico?

Http://webcache.googleusercontent.com/search?Q=cache:a7bp2fsondgj:www.portalbrasil.net/politica_eleicoes_lula.htm+torneiro+mec%C3%a2nico+perdendo+o+dedo+no+torno&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

“Lula começou a vida de trabalhador como engraxate e, aos 12 anos, fez entregas para uma tinturaria. Aos 14 conseguiu seu primeiro emprego com carteira assinada, numa metalúrgica. Mesmo trabalhando 12 horas por dia, Lula ainda arranja tempo para seguir um curso de torneiro mecânico no Senai, concluído em 1963. No ano seguinte, começa a trabalhar na metalúrgica Aliança. Trabalho pesado, no turno da noite. É nessa ocasião que um colega cochila e fecha a prensa transversal sobre a mão esquerda de Lula, que perde o dedo mínimo.” Mas Lula é destro ...


Ponto de Vista da Engenharia:

Se numa prensa, para fazer cortes ou estampagens de peças, o seu movimento operacional flui em sentido vertical, o movimento operacional do torno é de giros rotacionais de seu eixo funcional, para tornear peças por desbaste, pela ação de uma ferramenta de ponta, com altíssima dureza, que avança no sentido radial da peça.

Toda peça produzida por torno mecânico, tem superfície “curva” e de formato cilíndrico, para que o desbaste da massa metálica bruta possa permitir se atingir as dimensões diametrais da peça final.

Sua “janela de operação” é ampla e a proximidade do operador / torneiro é de alta segurança. Não havendo pontos cegos o “monitoramento” do processo de desbaste é supervisionado pelo mesmo.

E é outra impossibilidade material o operador / torneiro perder, num torno mecânico, o seu dedo mindinho, ainda mais da mão de ação não predileta. Lula é destro e o dedo mindinho “decepado” dele foi da mão esquerda ... E assim mesmo os dedos mais “expostos” ao risco seriam o polegar, o indicador e o médio.

Segundo cálculos operacionais, as peças que partem dos blocos brutos (podendo ser de seção quadrada ou cilíndrica), terão um tempo total de desbastes e um tempo total parcial de paradas para o operador / torneiro fazer as medições das peças metálicas em produção. E neste manuseio, de instrumentos de medida, a máquina rotacional do eixo do torno fica parada ...

No filme “LULA, o Filho do Brasil”, a cena em que ele tem o dedo mindinho, da mão esquerda decepado, ocorre numa prensa rudimentar. Afinal, Lula perdeu o seu dedo mindinho, cortado até a base do talo, numa prensa ou num torno mecânico?

Eu conheci o Lula no ABC em São Paulo, no final dos anos 1970 nas fábricas da região, no tumulto de uma de suas greves, como engenheiro de Assistência Técnica da CSN, ajudando as montadoras automobilísticas de lá a desenvolverem a aplicação de aços em peças de automóveis.

O cara não foi contratado nem para porteiro de fábrica. Era sindicalista predador e malandro, que terminou acabando com mais de 200.000 vagas nas empresas locais, pelo estilo do sindicalismo selvagem, para até afrontar os generais (1964 - 1985).
Ainda bem, pois hoje existem fábricas automotivas na Bahia, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso ...

Os metalúrgicos do ABC lambem o saco do Lula. Se derem um tiro no saco dele irão arrebentar um montão de mãos e bocas ... Mas, o pessoal acredita na "honestidade" dele. É bom que apanhem mais ainda da vida dura que eles levam - fizeram suas escolhas. Lamento apenas pelos inocentes ... Por isso, quando posso, faço a divulgação desse texto pequeno.
Lula era cheio de golpes e traía seus "cumpanheiros" começando e encerrando greves, para ganhar "dinheiro" em acordos espúrios - os metalúrgicos eram pura massa de manobra e idiotas "iludidos". E lula gostava de fazer "arrastão", sabotando máquinas e dando bordoadas nos "pelegos fura-greve".
Ele perdeu o dedo em operação descuidada e suspeita. O seguro para a perda de um dedo, pelo critério de riscos e danos, das seguradoras, varia de 2 a 3%, numa indenização "compensatória". Mas, que não produz "aposentadoria", muito menos uma "bem remunerada".

Lula se aposentou nos golpes de sindicalistas e funcionários degenerados do INSS, com um advogado comparsa. Lula já era "cerebralmente inválido", pois conheci torneiros mecânicos que nunca ficaram cegos, nem perderam dedos.
Aliás, para perder um dedo no torno, o cara precisa ser torto e abestado. Mas, é quase impossível que se corte o dedo mindinho, da mão que não lhe é de ação predileta ... num torno mecânico. Se fosse numa prensa ele teria perdido o dedo anelar e provavelmente o seu dedo médio.

Engº Lewton Burity Verri
CREA 74-1-01852-8 UFF – RJ
Copyright © 2011 - Engº Lewton Burity Verri
Ex-Engenheiro Sênior da CSN e Especialista em Metalurgia de Produção
submitted by Higiene to brasil [link] [comments]

Fabrica de Automóveis - A robótica é FANTÁSTICA.... - YouTube Oficina Mecânica - Máquina de Lavar Peças - YouTube COMO MONTAR UMA LOJA DE AUTO PEÇAS - YouTube Como substituir óleo do motor e filtro de óleo no PEUGEOT 406 TUTORIAL  AUTODOC Como substituir molas de suspensão dianteira no MERCEDES-BENZ B200 (W245) [TUTORIAL AUTODOC]

Venda por atacado Autopeças Fabricantes, Peças e acessórios para automóveis dos atacadistas. Achado em linha venda por atacado Peças de veículo Fornecedores para começar citações livres & o mais tarde preços em Online Marketplace Então além de te apresentar uma lista com fornecedores de peças automotivas para revenda, eu vou te dar algumas dicas que vão te ajudar a escolher melhor, evitando prejuízos e aumentando a margem de acerto. Fique comigo até o final desse artigo e aprenda como escolher os melhores parceiros para o seu negócio. A alta qualidade das peças auto a baixos preços para o seu FORD, tais como filtros de óleo, discos de travões, pastilhas de travão, filtros de ar, amortecedores, juntamente com mais peças de reposição FORD na loja online em topautopecas.pt. BMW peças auto de A a Z — peças sobressalentes para quase todos os modelos de carros encomendar agora a preços favoráveis peças auto e acessórios BMW dos principais fabricantes Frete grátis, se o valor total de seu pedido excede 130 €. Encontrar fábrica deacessórios de automóveis e peças na China, lista de fábrica deacessórios de automóveis e peças que você pode comprar produtos diretamente de. Nós oferecemos-lhe uma grande lista de fábricas / fabricantes, fornecedores, exportadores ou comerciantes confiáveis chineses deacessórios de automóveis e peças verificados por um inspector de terceiros.-página 5

[index] [3524] [5625] [7807] [2665] [4760] [6140] [6030] [6632] [4187] [1920]

Fabrica de Automóveis - A robótica é FANTÁSTICA.... - YouTube

Molas de suspensão nos automóveis MERCEDES-BENZ A-Class (W169) (09.2004–06.2012) deve ser substituído, como regra, de acordo com o seu e o mesmo procedimento. Como substituir a ponteiras de direção no TOYOTA LAND CRUISER PRADO 3 (J120) 3.0 SUV 09.2002–08.2010 [TUTORIAL AUTODOC] Tirante da barra estabilizadora nos automóveis TOYOTA FJ CRUISER (GSJ1 ... tel-11-4116-7347-11-5524-7139 www.semmil.com.br Brinquedos. 􀁺 Aparelhos de TV e som. 􀁺 Acessórios para automóveis. 􀁺 Computadores, teclado e componentes. 􀁺 C... Direitos autorais Jac Motors. A fábrica da JAC Motors é muito maior do que você esperava. Situada em um terreno de 300.000 m2, a fábrica em si, ocupa impress... Tenha em consideração que o aproveitamente de peças de automóvel de baixa qualidade não garante o nível adequado de segurança na estrada. ... Como trocar o filtro de óleo de automóveis ...

https://forex-korea.instepmining.pw